O visível e o invisível no corpo obeso | Trajetórias biográficas de mulheres do bolsa família

O visível e o invisível no corpo obeso | Trajetórias biográficas de mulheres do bolsa família

O artigo intitulado Trajetórias Biográficas do Aumento e Excesso de Peso de Mulheres do Programa Bolsa Família no Brasil escrito pelas pesquisadoras Denise Oliveira e Silva e Danielle Cabrini, integrantes do OBHA, é dos artigos que compõe o 28º volume da Revista Comunicação em Ciências da Saúde sobre Pesquisa Aplicada às Políticas Públicas de Saúde. O artigo é resultado de um estudo qualitativo que vem sendo realizado desde 2012 com cerca de 200 mulheres obesas entre 20 a 55 anos, identificadas pelos bancos de dados de acesso público do Programa Bolsa Família.

As autores, apresentam no artigo as reflexões oriundas das primeiras análises realizadas a partir da descrição de cinquenta narrativas biográficas de mulheres obesas beneficiarias do Programa Bolsa Família (PBF). Foram percebidas duas categoria analíticas, uma que consiste no corpo força, onde as mulheres enxergam que não podem ser magras porque precisam lidar com a luta do dia a dia; a segunda, é que essas mulheres irão se enxergar com o corpo obeso pelo olhar de terceiros: ou elas ficam doentes e vão procurar o serviço de saúde ou elas vão para alguma festa e a roupa não serve ou escutam do marido ou da familiar que elas estão acima do peso.

“O caminho biográfico como entendimento do corpo feminino obeso agrega fatores para além da biologia e fisiologia. A biografia alimentar e do corpo traz aspectos culturais, simbólicos e sociais para o fenômeno da obesidade”, afirma Denise, que já apresentou a pesquisa em vídeo na fanpage do Observatório. A pesquisa conta com um espaço de devolutiva para as mulheres entrevistadas chamado Histórias de Comer, as dúvidas são respondidas pela equipe por meio de vídeos e imagens ilustrativas.

A edição atual da revista publicada em 02/07/2018, se propôs a apresentar o resultado da produção técnico cientifica de pesquisadores da Gerencia Regional da Fundação Oswaldo Cruz (GEREB), que consolidam a área de pesquisa da instituição, com o intuito de analisar as contribuições técnico cientificas para política pública e para o Estado brasileiro.

Confira o artigo e a edição completa da Revista Comunicação em Ciências da Saúde.

FONTE: JULIA PLUS

Na sessão + água no feijão compartilhamos notícias, conteúdos, eventos e outras matérias produzidas por entidades, organizações e/ou pessoas pertinentes às temáticas trabalhadas no OBHA.